Cuidar de Bebê

Cuidados com a diabetes na gestação

Compartilhe esse artigo com seus amigos:

 

Há muitos desconfortos que acometem a mulher durante toda a gestação, são inúmeras mudanças físicas e psicológicas. Dentre tantas, está a diabetes gestacional, que atinge cerca de 7% das grávidas, ocasionada em partes pelo aumento da produção de hormônios, principalmente o lactogênio placentário, que pode bloquear a ação da insulina materna.

A diabetes na gestação apresenta duas origens básicas, quando a mulher já era diabética e a partir da gestação está terá cuidados em dobro com saúde durante todo o período. E no segundo caso, estão as mulheres que somente apresentam diabetes na gestação, quando há um significativo aumento de peso corporal.

O acompanhamento médico, o pré-natal e os exames adequados são fundamentais no tratamento, principalmente para gestantes que não conseguem equilibrar seus índices internos de hormônios e acabam desenvolvendo altas taxas de glicemias, ou seja, a diabetes gestacional.

Seus principais sintomas estão relacionados à pressão alta, inchaços nas pernas e cansaço, se não tratada devidamente esta enfermidade pode ocasionar no parto prematuro ou até mesmo na morte do feto.

De um modo geral a diabetes gestacional tende a desaparecer logo após o parto, mas pode retornar nas próximas gestações e a mulher se tornar totalmente diabética no futuro, portanto os cuidados com a alimentação e o bem estar físico devem permanecer por toda a vida.

Cuidados com a diabetes na gestação

  • Diagnosticar precocemente pode fazer toda a diferença na hora de começar o tratamento da diabetes gestacional;
  • Faça os exames necessários, verifique sempre os níveis de glicose do sangue para que seu bebê se desenvolva normalmente;
  • Evite ganhar peso em excesso durante a gravidez, o acréscimo descontrolado também aumentam as taxas de colesterol, açúcares e pressão alta;
  • É recomendado que a gestante alimente-se com nutrimentos balanceados e pratique atividade física regularmente;
  • Há a necessidade de cuidados redobrados com sua dieta para controle da doença. Principalmente porque os índices de açúcares do bebê não podem ser suprimidos, já os da mãe devem ser reduzidos consideravelmente;
  • O uso da terapia insulínica é uma alternativa para as mulheres que não conseguem atingir os resultados necessários de controle, mas este tratamento pode apresentar reações na gestante, como a hipoglicemia.
  • A diabetes alta também pode aumentar os riscos de má formação do feto.

 

 


Related posts:

Gestação: Cuidados nos Primeiros Meses
Gestação e dor na cabeça
Curso para gestantes: Onde fazer

Envie seu comentário
Nome:
Email:
Website (opcional):
Mensagem: